ARTE E DITADURA NO BRASIL (2018)

O curso apresenta algumas das estratégias adotadas por artistas pop e conceituais brasileiros durante os anos 1960 e 1970, como Cildo Meireles, Artur Barrio, Antonio Manuel, Claudio Paiva, Regina Silveira, entre outros. Além disso, aborda o papel mais experimental da crítica de arte realizada no período, sobretudo a partir da figura de Frederico Morais com as experiências do Arte no Aterro (1968), Do corpo à terra (1970) e Domingos da Criação (1971) e outros eventos como o Happening das Bandeiras (1968). Por fim, estudamos os eventos censurados no campo das artes visuais, como o IV Salão de Arte Moderna do Distrito Federal (1967), II Bienal de Salvador (1968),  IV Salão Global de Inverno de Ouro Preto (1976), Pré-Bienal de Paris no MAM (1969) e Salão da Bússola (1969).

O curso foi oferecido no MASP (São Paulo) e n'A MESA (Rio de Janeiro).